Como fazer o cultivo correto de hortaliças?

Publicado em 19/01/2021
Compartilhe 

Algumas espécies são plantadas diretamente em lugares onde permanecerão em médio e longo prazos como a abóbora, cenoura, cebolinha, beterraba, ervilha e quiabo. Outras, por sua vez, têm de passar por bandejas, isto é, por um lugar onde as mudas são preparadas, como é o caso do alface, berinjela e chicória

Seja qual for a cultura escolhida, a terra para preparo das mudas deve ser fofa e sem torrões. Além disso, busque sempre optar pelo uso de bons substratos também. 

Outros cuidados incluem a temperatura da terra, que precisa ser mais fria que a temperatura ambiente, além de manter a frequência na rega para favorecer a germinação das sementes que, por sua vez, não podem ser guardadas por muito tempo, porque são organismos vivos e gradualmente vão perder a capacidade germinativa. 

Por isso, é extremamente importante escolher sementes profissionais de qualidade para ter sucesso em sua semeadura. 

Principais etapas do cultivo de hortaliças

De forma resumida, pode-se afirmar que o processo de cultivo envolve algumas etapas principais, como:

Semeadura

É a prática de colocar sementes em vasos/solo. Um solo de boa qualidade para semeadura é rico em nutrientes e não apresenta torrões, pedras, entulhos ou raízes mortas.

Germinação

 É a capacidade das sementes brotarem e originarem novas plantas. 

Transplante

É o plantio das mudas para o local onde permanecerão definitivamente. Também pode ser a transferência da planta de um vaso para outro.

Desbaste

É a prática de retirar o excesso de mudas de um canteiro em que houve semeadura direta, espaçando-as para que não haja competição entre as plantas.

Desbrotamento

É a eliminação de brotos para proporcionar o melhor desenvolvimento dos frutos e folhas, muito comum em culturas de tomate, por exemplo;

Colheita

Consiste na retirada de hortaliças da terra durante o período de maturação.

Escarificação

É feita para quebrar a crosta seca que se forma no solo. Esta técnica facilita a areação ou arejamento do solo, a nitrogenação das plantas e absorção de água.

Adubação

É a incorporação de nutrientes ou químicos, ou orgânicos no solo, que podem contribuir para aumentar o teor de matéria orgânica no solo.

Rega 

Na maioria dos casos, deve ser diária. O período da manhã e final da tarde são os horários mais recomendados para regar as plantas.

Drenagem

Quando identificamos algum excesso de umidade nos vasos, é necessário realizar drenos, isto é, canais de escoamento das plantas. 

Estaqueamento

É o ato de apoiar as plantas que necessitam de estacas ou toras, como as trepadeiras. As hortaliças que geralmente precisam deste recurso são os tomates e as vagens, por exemplo. 

A Horticeres Sementes

A Horticeres Sementes é uma empresa 100% nacional que desde 1967 transmite confiança de geração em geração através de sementes de elevada qualidade. Acompanhe nosso Instagram e Facebook para mais dicas que vão garantir os resultados eficientes em sua plantação.  

    Nos siga nas redes sociais